7 sinais de que seu filho pode ser uma criança hiperativa

7 sinais de que seu filho pode ser uma criança hiperativa

Pode ser um tanto desafiador cuidar de uma criança que nunca para e que está sempre atenta a alguma atividade diferente da proposta. Muitos pais ficam com dúvidas, pensando que podem estar educando seu filho de forma “errada”. Mas, talvez, a fonte dessa inquietude seja um dos assuntos mais buscados, estudados e discutidos no mundo da educação: a hiperatividade.  

De acordo com dicionários, hiperatividade é o excesso de atividade que se manifesta de variadas formas. Consiste, basicamente, em comportamento fora do comum, que se caracteriza pelo excesso de atividade motora, déficit de atenção, descontrole, entre outros. Também conhecido como “transtorno de déficit de atenção com hiperatividade”, TDAH, estima-se que atinge de 3% a 6% da população mundial, segundo o  Ministério da Saúde.  

Já parou para pensar que seu pequeno também pode ser uma criança hiperativa? A fim de esclarecer suas dúvidas, listamos 7 principais sinais que podem apresentar um quadro de hiperatividade motora ou mental.  

 

1. Se cansa com facilidade 

É bastante comum ver crianças começando algum jogo e ficando sem paciência para terminar ou parando de assistir a algum desenho sem que a história tenha acabado.  

Hoje em dia, a quantidade de distrações e informações no mundo moderno contribui sim para esse comportamento. Os dispositivos móveis e a cultura do imediatismo levam uma criança hiperativa a dispersar com frequência, independentemente da tarefa.  

Para ajudar a desenvolver o senso de finalização, procure estimular brincadeiras curtas com começo, meio e fim, como jogos de tabuleiro.  

 

2. Tem problemas com disciplina e organização 

É natural que crianças não tenham senso de organização apurado, o que irá desenvolver durante seu crescimento. Mas se você perceber que, mesmo com todo o seu esforço, seu filho não consegue seguir regras de organização e ser disciplinado, isso pode ser um indicativo de hiperatividade.  

Para melhorar a situação, procure inserir tarefas mais rápidas e fáceis em seu dia, e parabenize-o sempre pelo esforço em cumpri-las, trabalhando sua confiança e evitando sensação de nervosismo ou ansiedade.  

 

3. Muita impulsividade 

Qualquer ida ao supermercado pode ser mais cansativa que uma maratona, e uma simples ida ao parque para brincar, vira uma guerra. Conseguiu se enxergar nessas situações?  

Uma criança hiperativa reage com muito ímpeto a qualquer conflito, podendo ser difícil manter uma vida social. Ainda que pequeno, incômodos, barulhos, empecilhos, dificuldades, são sempre valorizados pela criança hiperativa, e por isso pode ser tão difícil para ela se socializar.  

Nessas ocasiões, seja compreensivo com ele e torne-se um exemplo, mostrando sempre a importância de ter paciência e comolidar com as pessoas. 

 

4. Dificuldade na escola 

Os três sintomas anteriores já mostram como é difícil para uma criança hiperativa se concentrar em atividades naturais. Agora, imagine o desafio que é ficar mais de 4 horas sentado em uma sala de aula, olhando para a lousa.  

A criança hiperativa, por mais esperta, inteligente e criativa que seja, terá o esforço redobrado para acompanhar os outros amiguinhos.  

Além disso, embora tenham notável inteligência, podem ter problemas ao se organizar e estudar, fazendo com que suas notas em classe não alcancem o resultado desejado ou que tenham uma queda em determinada fases.  

Manter contato com os professores e acompanhar de perto o desempenho do pequeno é a principal forma de descobrir quaisquer problemas em sala de aula que possam indicar hiperatividade.  

 

5. Distração com estímulos recebidos 

A criança hiperativa está sempre à procura de novas aventuras e estímulos, por isso, qualquer ambiente novo pode ser uma atração ao tato. É comum o impulso de tocar e mexer nos objetos que despertem sua atenção e demonstrar alguns tiques nervosos em seus movimentos motores.  

 

6. Dificuldade ao lidar com emoções e situações de estresse 

Uma criança hiperativa tem mais dificuldade para assimilar algumas condutas sociais e pode não filtrar adequadamente aquilo que fala, sendo bastante movida pela impulsividade.  

O indicado é incentivar a prática de atividades lúdicas em que precisem conviver com mais pessoas e fomentar a imaginação. É preciso perceber o quanto algumas atividades físicas e também socioeducativas como o teatro, a música ou o convívio com algum animal de estimação contribuem para que elas se acalmem e favorecem o controle natural de suas emoções.  

 

7. Apresenta problemas para dormir 

As consequências dos outros sintomas que citamos podem decorrer de alterações no ciclo do sono.  

Sem a tranquilidade necessária para o descanso do corpo, a criança com TDAH poderá ter alterações de humor bruscas, por exemplo, criando ainda mais dificuldade para dormir. O recomendando a ela é que inclua em sua rotina a prática de atividades físicas, a fim de promover seu bem-estar, o bom funcionamento do seu organismo e de regular seu ritmo circadiano.  

É importante lembrar que os sinais apontados, quando aparecem de forma isolada, podem significar somente que sua criança está aberta para a vida, querendo brincar e se divertir, num mundo que oferece muitas situações atrativas.  

Esteja atento e observe. Ao considerar que por apresentar sinais relacionados com TDAH, seu filho está sofrendo, tendo algum tipo de prejuízo social ou comprometimento no seu desenvolvimento cognitivo e emocional, busque a avaliação especializada de um profissional.  

E lembre-se: A tranquilidade do seu filho começa pela sua tranquilidade!   

Faça o primeiro comentário a "7 sinais de que seu filho pode ser uma criança hiperativa"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*